Família Cano

maio 02, 2018 / habitude

Sabe aquele dia chuvoso, bom para ficar na sala com a família, assistindo um bom filme e brincando com as crianças? Assim começou o dia da família Cano e o nosso dia (meu e da Fer) com eles, e esse é um dos maiores deleites nesta série Habitude: estar aberto a tudo o que pode acontecer e do jeito que tiver que acontecer, afinal, o amor habita os lares como o da família Cano faça chuva ou faça sol!

Neste lar, do norte do Paraná habitam Netinho e Vanessa com os pequenos Rafa e Miguel, que estão ansiosos com a chegada da maninha Manuela e tem também a mascote Mel, a qual não sai do colo do Miguel. Um lar onde todos estão sempre muito próximos e que como neste dia, a chuva não se torna um problema, mas sim uma desculpa a mais para se divertirem na sala que se torna um misto de cinema e playground.

É emocionante registrar um dia “comum” na vida de uma família, pois ao fazer isso, não estou retratando apenas um dia, mas sim uma fase especial na vida de cada integrante, como a fase do Miguel que está começando a ir ao banheiro sozinho, algo que parece irrisório, mas que na vida de uma criança é uma grande conquista! Tem também aquele afago gostoso do pai, o carinho da mãe, os desenhos da família feitos pelo Rafa, o pote usado como banquinho, as birras na hora de comer e o cochilo sagrado após o almoço. Detalhes que fazem de cada dia um dia único e especial.

Só com a chuva e o dia dentro de casa já teríamos momentos e emoções suficientes para eternizar com esta série o amor da família Cano. Mas a tarde a chuva parou, e ai a diversão foi multiplicada, teve a mamãe Vanessa sendo ajudada pelo Rafa e pelo Miguel a cuidar as plantas, teve balanço, brincadeira no barro (e quem não tem saudades disso? Ainda mais logo depois da chuva!), teve o momento culinário também com importante participação dos pequenos literalmente botando a mão na massa, teve pipoca com o papai, escorrega, passeio de bicicleta e o mais empolgante: o rodeio em família. UFA! E para terminar um dia assim, nada melhor do que uma canção da mamãe para embalar uma noite tranquila de sono (confesso que quase cochilei junto com os pequenos e fiquei mais um dia com eles).

Abaixo, você pode sentir um pouco de toda essa emoção com o vídeo fotodocumental.

Carregando